Mesa digitalizadora: O que é e para que serve?

Uma pergunta muito comum e que recebo com frequência é: qual é a mesa digitalizadora que você usa? E também se é realmente obrigatório para um bom trabalho de pós-produção, você utilizar desse equipamento.

Então, resolvi abordar nesse post, a minha opinião sobre o equipamento e dar dicas de quais recomendo você adquirir, por experiência de uso aqui no estúdio e também por custo/benefício.

Chamada de Mesa gráfica, Tablet e Mesa Digitalizadora, ela é uma espécie de prancheta é usada com o auxílio de uma caneta que substitui o velho Mouse em várias atividades, trazendo uma série de benefícios.

A Mesa digitalizadora é uma ferramenta muito poderosa e útil para tratamento de imagens. Se você trabalha suas fotos apenas com o Lightroom ela se torna opcional, pois conseguimos realizar a maioria das tarefas com o mouse. Agora se você usa o Adobe Photoshop é praticamente fundamental o uso dessa ferramenta. Vou citar algumas das vantagens abaixo:

  • Produtividade – Você consegue navegar na imagem, fazer ajustes e seleções de forma muito mais ágil com a caneta.
  • Precisão – Diversos seleções, pinturas e ajustes podem ser feitos perfeitamente à mão-livre.
  • Conforto – Diferente do mouse, trabalhar com uma mesa digitalizadora é muito mais confortável e menos cansativo.

Esse é um investimento relativamente baixo pelo grande benefício que traz. Mas, um dos pontos importantes a ressaltar sobre a utilização dela, é a questão da adaptação. Muitas pessoas, acabam comprando para testar, não se adaptam e desistem. Por isso, recomendo que ao adquirir uma Tablet, você deixe o mouse de lado e insista em usá-la até se acostumar com o funcionamento.

Falando em modelos, a marca mais famosa e utilizada, tanto pela qualidade, durabilidade e variedade de modelos oferecidos é a Wacom.

Durante muitos anos, utilizei a Wacom Intuos Pen, Modelo CTL-480, um modelo simples, mas que foi muito útil.  Hoje, a mesa que utilizo é a Intuos Pro, um modelo mais elaborado e robusto.

No entanto, os modelos mais usados, e que eu recomendo para meus alunos são a One by Wacom ou a Intuos Draw.

É importante ressaltar que o tamanho ideal para tratamento de imagens é o PEQUENO.

Vejo muitos fotógrafos cometerem o erro de adquirir o tamanho médio ou grande, e acabar perdendo produtividade devido ao excesso de tamanho.

Se você ainda estava na dúvida, agora você já pode adquirir a sua com a garantia de que utilizando esse equipamento, você pode melhorar seu tratamento de imagens e fazer retoques mais precisos e naturais!

Vejo vocês no próximo post! 😀

Leia também: Qual o monitor ideal para edição de fotografia?